Sobre


desenhando

Desenho desde criança, mas passei a levar isso mais a sério após a morte da minha mãe, que sempre desenhou muito e gostou dos meus traços. Passei a desenhar mais como uma terapia e como uma experiência para esvaziar a cabeça, organizar pensamentos e me desconectar um pouco desse mundo tão virtual, o que é muito difícil. Ter um hobby offline me faz bem. Comecei a mostrar meus desenhos para meus amigos, que foram gostando e começaram a pedir encomendas, o que me deixou muito empolgado e me deu ainda mais vontade de desenhar.